QUAIS RISCOS A CRIOLIPÓLISE OFERECE? Faz mal? Causa queimadura?

Essa é a questão de maior peso na hora de decidir pela realização de um tratamento estético, afinal, nossa saúde deve vir antes de qualquer coisa, não é mesmo? Mas, no caso deste tratamento você pode ficar sossegado(a)! Não existem riscos com a criolipólise, em termos de saúde. Na realidade, é um tratamento muito tranquilo!

De acordo com o Dr. Dover, um dos especialistas da equipe que realizou o primeiro teste policêntrico do coolsculpting em humanos, esta técnica é extremamente segura e bem tolerada pelas pessoas em geral. Além disso, ao contrário da maioria dos tratamentos para perder gordura localizada, não é incisiva, não requer anestesias e não deixa o paciente de molho!

Comparando-se este procedimento com a lipoaspiração, conclui-se que ele é muito seguro. A lipoaspiração apresenta riscos consideráveis, como a inflamação das veias (chamada de flebite); e a obstrução/entupimento de vasos sanguíneos por células de gordura que se deslocam (denominada embolia gordurosa), quadros estes que podem levar a morte – apesar de ser raro. Isso diz respeito apenas à cirurgia em si! No pós-tratamento, também há riscos: podem ocorrer complicações graves à saúde ou à estética, como deformações e a temida fibrose... Além da possibilidade de obter o famoso "umbigo de lipo" (quando é feita abdominoplastia – ou seja, lipoaspiração com retirada de pele –, o umbigo é reconstruído, restando, por vezes, artificial, grande e redondo demais).

Diante disso, podemos fazer a seguinte analogia (um tanto bobinha, por sinal, mas eficaz): Enquanto a lipoaspiração é dirigir embriagado em alta velocidade, a criolipólise é sair na rua para uma caminhada. Deu pra perceber a diferença, né?

Celebridades com fibrose após lipoaspiração

Criolipólise causa queimadura na pele?

Se feita por um profissional qualificado e de acordo com os protocolos de segurança estabelecidos, a criolipólise não faz mal e as pessoas não correm riscos de ter queimaduras na pele! E isso só é possível devido ao fato, constatado através de estudos, de que a gordura é curiosamente mais sensível ao frio do que os demais tecidos. Logo, as lesões são causadas apenas na gordura, ficando a pele e as fibras musculares ilesas.

Mas atenção: reforçamos que o procedimento deve ser feito da maneira correta e com equipamentos de coolscupting registrados! Há casos de pessoas que sofreram queimaduras na pele após sessões de criolipólise, porque a temperatura da máquina foi acionada abaixo do limite estipulado pelos órgãos de controle nacional e internacional. Então, tenha muito cuidado na hora de escolher qualquer clínica para se submeter a este tratamento!

Isso não é queimadura, mas sim uma vermelhidão comum e passageira
que surge logo após a sessão de criolipólise

Altera o colesterol e triglicerídeos?

Talvez você esteja se perguntando: se eu perder gordura localizada através do sangue, assim como ocorre com a criolipólise, não haverá um aumento no colesterol? A resposta é não! E isso acontece porque a eliminação das células de gordura é feita de forma lenta, gradual. Tanto é que o resultado definitivo só pode ser visualizado depois de 60 a 90 dias do tratamento! Aliás, isso foi comprovado nos diversos estudos feitos, que você pode visualizar neste post sobre a origem do coolsculpting.

A criolipólise não causa riscos à saúde... Mas e quanto à estética? Dá flacidez ou fibrose?

Fibrose causada por lipoaspiração
Isso pode acontecer, é incomum e mínimo, mas a possibilidade existe. É por isso que ela é contra indicada para pessoas que apresentam um quadro grave de flacidez, como o que acontece com pessoas que perdem peso muito rápido após cirurgia bariátrica, por exemplo.

Mas isso não é motivo para grandes preocupações em se tratando de pessoas com a pele normal, pois a flacidez e a fibrose (que é ainda mais rara) podem ser evitadas com a utilização de cinta cirúrgica e/ou sessões de drenagem linfática. Comentamos melhor sobre isso em nosso post sobre os cuidados que devem ser tomados para otimizar os resultados da criolipólise.

Ainda estou com dúvidas sobre a criolipólise...

Após ler todo o post, você concorda com a analogia que fizemos no último parágrafo da introdução? Caso a resposta seja positiva e você esteja interessado (a) no coolsculpting, restam saber duas coisas antes de tomar uma decisão definitiva e partir para o abraço:

1 – A criolipólise é dolorosa?

Para a sua sorte e comodidade, já respondemos essa pergunta nesse post!

2 – Quantas sessões são necessárias? Quanto custa?

Você deve estar se perguntando qual é o número de sessões que deve fazer para zerar tudo, ficar com a barriga invertida para dentro e ser confundida com a Gisele Bündchen na rua. E mais importante: se isso vai custar caro. Afinal, ninguém quer vender os órgãos pra ficar bonito né?
Pois olha só, que coincidência... Também já tratamos dessas duas questões! Para checar as respostas, basta visitar nosso post sobre preço e sessões de criolipólise.

E o post de hoje termina por aqui! Espero que você tenha compreendido os riscos da criolipólise (ou a inexistência deles) e que isso o tenha ajudado a concluir se este procedimento atende a seus anseios ou não.

Ressaltamos que não temos contrato com quaisquer empresas ou clínicas de estética e não obtemos qualquer lucro por estarmos "defendendo" este tratamento. Somos apenas pacientes que conheceram o coolsculpting e aprovaram os resultados. E é por termos verificado sua eficácia com nossos próprios olhos, que resolvemos passar adiante o máximo de informações possível para o público em geral, até porque este ainda não é um procedimento amplamente conhecido no Brasil.